How to Navigate Cloud-Based WCM and DXP Solutions   –
Obtenha o Relatório do Gartner
DEFININDO O DIGITAL | 6 minutos de leitura

O que é um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo(CMS)?

Image
Um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, em inglês Content Management System (CMS), é um software que permite aos usuários não-técnicos armazenar, organizar e publicar conteúdo na web de maneira fácil.

Sistemas de gerenciamento de conteúdo facilitam a gestão de sites

Um CMS separa a camada visual do conteúdo do site, fazendo com que a sua gestão possa ser feita sem a ajuda de um desenvolvedor. Um site que não demanda atualizações frequentes ou novos conteúdos pode sobreviver com páginas hard-coded, mas para empresas que contam com múltiplos usuários adicionando conteúdo de maneira periódica, um CMS é necessário. Além de ser fácil de utilizar, um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo permite o lançamento de publicações rapidamente, com ferramentas para acompanhar e gerenciar todo o conteúdo de um determinado site.
Principais Funções de um CMS
  • Serviços básicos de biblioteca, como check-in/check-out e versionamento
  • Autenticação de usuário, suporte para múltiplos papéis e atribuição de permissão
  • Criação, fluxo para revisão e aprovação de conteúdo
  • Gerenciamento multisite e multilíngue
  • Suporte para conteúdo em vários dispositivos (como tablets, smartphones e wearables) e em diversos canais (como Facebook, Twitter e LinkedIn)
O melhor conteúdo, hoje, é dinâmico, personalizado e consistente em todos os canais.
No mercado atual, usuários corporativos esperam mais do que funcionalidades básicas. De acordo com a Forrester, o melhor conteúdo web hoje é aquele dinâmico, personalizado e consistente em todos os canais, e qualquer produto considerado CMS deve ter as ferramentas e a capacidade de armazenar e entregar este determinado nível de conteúdo.

Algumas funções que transformam um CMS em nível corporativo:
  • Funções de criação de conteúdo, como gerenciamento de template, workflow e mudanças
  • Interoperabilidade com tecnologias adjacentes, como automação de vendas, gerenciamento de recursos de marketing e web analytics
  • Suporte em tempo real para personalização em pontos de contato digitais
  • Integração com níveis de entrega, como e-commerce, mídias sociais e softwares de portal

CMS, WCM, ECM, DAM  ou DXP?

CMS é um termo que abrange vários tipos de software que se encaixam dentro de uma mesmo guarda-chuva. Cada uma destas categorias foram criadas para atender necessidades distintas, mas ao longo dos anos estes softwares vêm ampliando suas funcionalidades, fazendo com que haja pouca distinção entre elas.

Resumidamente, estas são as nuances geralmente aceitas para alguns destes termos:
  • Web Content Management (WCM) - software para criação colaborativa de conteúdo web público.
  • Enterprise Content Management (ECM) - software para rastrear, gerenciar, organizar e recuperar documentos físicos.
  • Digital Asset Management (DAM) - software para gerenciar uma diversidade de ativos digitais. Sistemas DAM são geralmente utilizados por empresas de mídia para catalogar, comentar, armazenar, recuperar e distribuir áudio, vídeo, animações e outro conteúdos de mídia digital.
  • Digital Experience Platform (DXP) - software para criação de conteúdo para cada canal digital disponível hoje, além de melhorar operações comerciais através da digitalização e integração.

Assim como os  Portais, os CMSs e suas subcategorias estão transformando-se em DXPs. As necessidades de gerenciamento de conteúdo das empresas cresceram significativamente de maneira complexa, com a introdução de novos tipos de conteúdo, analytics, softwares de automação e toda a integração back-end necessária. A herança de CMS do DXP traz os pontos fortes destes sistemas sobre a experiência do cliente, em adição à capacidade de integração e funcionalidades de personalização.
O novo papel papel do CMS é ser um hub - conteúdo, experiência e fluxo de trabalho - para orquestrar o engajamento do cliente em vários canais digitais.

Por Onde Começar

Embora um CMS seja ideal para usuários não-técnicos, ele ainda pode requerer um desenvolvimento customizado. Podem apresentar desde uma instalação prática e com uma única etapa, a uma solução complexa e personalizável que permite que os desenvolvedores criem o fluxo de trabalho e a interface que atendam às necessidades específicas de uma empresa. Um pequeno empresário que escreve um blog não precisa dos mesmos recursos que o New York Times. Aqui estão os elementos que todas as empresas devem considerar ao escolher um CMS:
  • Quantos usuários e tipos de usuários você precisa gerenciar?
  • Quanto conteúdo e quais tipos de conteúdo você tem?
  • De onde vêm os seus visitantes? Eles precisam de suporte com várias línguas?
  • Quais integrações você precisa? A melhor opção para acomodá-los é um CMS ou DXP?
Há uma grande quantidade de CMSs disponíveis hoje, muitos deles de código aberto e possivelmente de uso gratuito. Para a maioria das empresas, o CMS certo depende do equilíbrio da sua necessidade de personalizar o sistema com o tempo necessário para obter algo útil para seus usuários finais.

Se você gostou desse post, compartilhe!

Mais conteúdos

Saiba como a Liferay pode ajudar você a superar seus desafios únicos